Impresso de ChabadManaus.com

Costumes

Costumes

Costumes

Enterrar o prepúcio
Enquanto os judeus estavam no deserto eles circuncidavam seus filhos e do pó da terra cobria o seu sangue e prepúcio. Mais tarde, quando Bilam foi chamado para amaldiçoar o povo judeu, ele disse: "Quem poderá contar o pó de Jacó?" (Números 23:10). Esta declaração se referia ao prepúcio, que tinha se transformado em pó. Portanto, esta é uma fonte para o costume de enterrar o prepúcio. Outra origem para o costume está associada com o nosso antepassado, Abraão e sua grande humildade perante D'us. Ele disse: "Eu sou apenas terra e cinza" (Gênesis 18:27). Portanto, colocar o prepúcio na terra alude à sua grande humildade.


Especiarias (Besamim)
Alguns Sefaradim têm o costume de cheirar especiarias após a bênção sobre o vinho na cerimônis do Brit Milá. O costume é baseado em um midrash. Este relata que após Abraão circuncidar toda sua família e agregados, ele fez uma pilha de todos os prepúcios. A fragrância dos prepúcios subiu aos céus e D'us considerou como a fragrância do (sacrifício de) incenso sendo queimado.


Shalom Zachar
Uma refeição é realizada em honra ao recém-nascido em sua primeira noite de sexta no mundo. Uma das razões para este costume é baseado no Midrash que narra uma parábola entre um rei e de seus visitantes. O rei faz um decreto que, a fim de ter uma audiência com o rei é preciso primeiro pagar o respeito à sua nobre rainha. A rainha representa o Shabat e a audiência com o rei representa o Brit Milá. Para a criança poder se conectar com D'us através do Brit Milá, é preciso passar o Shabbat, o encontro com a rainha Shabat.

Outro motivo dado é baseado na tradição de que enquanto a criança estava no útero de sua mãe, um anjo lhe ensinou toda a Torá. Antes dele nascer o anjo deu um toque debaixo do seu nariz e fê-lo esquecer tudo. Portanto, vamos a consolar a criança e sua família sobre a perda de seu conhecimento da Torá. É por esta razão, que no Shalom Zachar servimos grão de bico, alimento dos enlutados.


Leil Shimurim (Noite de guarda)
Na noite precedente ao dia do Brit Milá, uma guarda é realizada na casa do recém-nascido. Por a recompensa para a mitsvá de Milá ser tão grande, existe grande oposição ao seu cumprimento pelo Satanás. Portanto, é um costume que os homens da família ficam acordados e estudam certas partes da Torá para afastar esses espíritos. Também é costume de crianças virem e recitarem o "Shema" e outros versos de proteção.