Impresso de ChabadManaus.com

Pidyon Haben

Pidyon Haben

Pidyon Haben

A Torá declara: "Consagra para Mim todo primogênito, todo aquele que abre a matriz de sua mãe, entre os filhos de Israel, no homem e no animal, para Mim é (Êxodo 13:2)." Isso nos ensina que qualquer filho primogênito pertence a D'us. Em outras palavras, eles teriam o privilégio de servir no Templo Sagrado. Assim era o plano até acontecer o incidente do Bezerro de Ouro. Após este pecado, os primogênitos perderam o mérito de servir no Templo Sagrado, este foi passado aos Levitas, que se abstiveram do pecado.

Mesmo havendo perdido o privilégio de trabalhar no Templo Sagrado, sua santidade, no entanto, se mantêm. Por isto a Torá declara: "resgatarás os primogênitos do homem... da idade de um mês os resgatarás, segundo a tua avaliação, por cinco siclos de prata... que é de vinte guerás (moedas) (Números 18:15-16)." Uma cerimônia especial chamada Pidyon Haben, é realizada para resgatar o primogênito, pagando ao Cohen o valor definido, e assim a criança deixa de ser consagrada e está livre de sua obrigação de servir no Templo.

A cerimônia de Pidyon Haben é comemorado no 31º dia da criança neste mundo. A cerimônia não deve ser adiada, por qualquer razão, exceto se este dia for um Shabat ou Yom Tov. Neste caso, a cerimônia deve ser feita imediatamente ao término daquele dia. Algumas condições são necessárias para a realização do Pidyon Haben: 1- os pais da criança não são nem Cohanim, nem Levitas; 2- a criança nasceu de um parto natural (não cesariana); 3- a mãe não teve anteriormente um aborto espontâneo, com mais de 40 dias de gravidez.

Para saber mais sobre Pidyon Haben, por favor clique aqui.