Impresso de ChabadManaus.com

Menina

Menina

Menina

Na imagem de D-us
Nossos sábios nos dizem que há muitas semelhanças entre as mulheres e D'us. Assim como D'us cria o mundo, as mulheres també criam vida neste mundo. Assim como D'us provê o mundo com todas as suas necessidades, a mãe igualmente se preocupa em fornecer o que a criança precisa. Pode-se acrescentar que, como D'us mantém um olho em todos nós, assim como nossas mães. São elas que transmitem a fé judaica, a herança judaica segue pela mãe.


Completa
"E Abraão era velho, entrado em dias, e D'us o havia abençoado com tudo (Bakol)" (Gênesis 24:1).

O Talmud declara que "tudo" é definido pelo nascimento de uma (filha) menina. Pode-se perguntar: "Que associação tem ‘tudo’ com uma ‘filha mulher’? " A resposta é tudo! Desde o nascimento de uma menina até seu casamento eventualmente, ela cria totalidade e conclusão. Quando ela nasce, ela conclui a mitzvá colocada sobre seu pai de frutificar e multiplicar. Esta mitzvá só podem ser preenchida quando o pai tem um menino e uma menina.

Ao ficar mais velha e se casar, ela cria a totalidade em si mesma e em seu marido. Como citado na Torá, que Adão foi criado como homem e mulher e depois se separaram. Por isso, cada homem e mulher são apenas um meio corpo. Quando ela se casa, se liga com a sua outra metade faltante e se completa.


Nomeando
O Talmud declara que uma menina judia é considerada nascida circuncidada (Avodah Zarah 27a). Portanto, sua alma entra em seu corpo imediatamente ao nascer. O nome é dado para uma bebê judia, tendo seu pai ou qualquer outro homem nomeando-a junto a leitura da Torá. Alguns costumam nomear na primeira leitura possível, após o nascimento, enquanto outros costumam aguardar até a Leitura da Torá de Shabat. Costuma-se oferecer uma refeição festiva em honra ao nascimento da bebê.